Secretaria da Agricultura planeja investir em projetos para levar internet para o meio rural


Levar internet de qualidade para o meio rural catarinense é uma das prioridades da Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural. Essa foi também a principal demanda levantada por produtores da região Sul, durante encontro com o secretário Altair Silva, em Braço do Norte, nesta quarta-feira, 24.


“O acesso à internet é uma maneira eficiente de manter o jovem no campo. Temos um meio rural qualificado e moderno, com acesso à tecnologias de ponta e a conectividade é fundamental. Precisamos de internet de qualidade e acessível para o meio rural”, destaca Altair Silva.


A Secretaria da Agricultura pretende investir em projetos e programas voltados para resolver essa demanda. A conectividade será uma das linhas atendidas pelo novo SC Rural, que está sendo negociado junto ao Banco Mundial.


Segundo o prefeito de Braço do Norte, Roberto Kuerten Marcelino, a internet é uma ferramenta poderosa e que ainda não atende o meio rural catarinense. “Falta essa conexão no interior. A necessidade é muito grande. Assim como a cidade, o interior também deve estar conectado”, reforça.


Alternativas para o abastecimento de grãos

Grande produtora de leite e de suínos, a região de Braço do Norte também sente os impactos da falta de milho. “Temos uma produção expressiva e a dificuldade de milho é muito grande. Temos que buscar um substituto para o grão. Hoje, 98% do milho plantado é usado pra silagem e são cerca de 100 mil hectares plantados na região sul”, explica o secretário municipal da Agricultura, Adir Engel.


O plantio de cereais de inverno pode trazer mais competitividade para o agronegócio catarinense, incluindo o Sul do Estado. A Secretaria da Agricultura e a Epagri trabalham juntas para assumir o protagonismo na pesquisa de novos cultivares e para incentivar os produtores a investirem no plantio desses cereais de inverno.


“Nós só temos uma saída: investir em cereais de inverno. Se não nos dedicarmos a isso, vamos continuar dependendo de importação de milho. Os produtores que quiserem investir na produção de trigo, triticale e cevada contarão com o nosso apoio”, ressalta Altair Silva. De acordo com o secretário da Agricultura, essa também pode ser uma grande oportunidade para que os produtores rurais diversifiquem a produção, ocupando as lavouras também no inverno.


Agronegócio em Braço do Norte

Conhecido como a capital nacional do gado Jersey, Braço do Norte é um dos maiores produtores de leite de Santa Catarina.


A região Sul concentra 8% da produção estadual de leite, com 217 milhões de litros produzidos em 2018. Desse total, 51 milhões de litros tiveram origem em Braço do Norte.

Além disso, o município se destaca na suinocultura e piscicultura. Em 2018, foram produzidas 1,1 mil toneladas de peixes, principalmente tilápia.


Informações adicionais para imprensa: Ana Ceron Assessoria de Imprensa Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural E-mail: imprensa@agricultura.sc.gov.br Fone: (48) 3664-4417/ 98843-4996 Site: www.agricultura.sc.gov.br

0 comentário